Gagliasso e Giovanna: raça humana!

FICO triste quando falam de cor,
Da criança, do adulto e vovô.
FICO triste quando ignoram o amor.
Eu lamento quando exaltam o rico,
Muito triste quando esnobam o pobre.

FICO alegre quando amam o negro,
E feliz quanto a cor não tem “cor”.
FICO bem quando o branco é “preto”,
Bem feliz quando o preto é “branco”.

Agradeço quando respeitam o branco,
Agradeço o preto e o respeito.
Admiro o branco e o preto,
Reitero a todos direitos
Acho tudo isso perfeito.

Eu amo o branco e o preto,
Ninguém é melhor que ninguém,
Admiro todo gesto perfeito,
Eu entendo que nem tudo é perfeito.

Mas que todos merecem RESPEITO!

Ádemir Santos – Um Poeta Sonhador
Créditos da Imagem: O autor (Pessoal)

Anúncios