Escola e “educação”

Como de costume, estava eu lendo as notícias, escutando música, decidi então escrever sobre música Another Brick In The Wall, da banda Pink Floyd. Quem cursa o ensino médio, já concluiu ou trabalha na área da educação, pode ver de perto o que realmente significa educação. Qual o motivo dos investimentos em educação? QUALIFICAR, não as pessoas, e sim, o governo, como bonzinho, o mocinho da história. Todos nos sabemos que a educação é uma das mais lentas formas de alienação, porém muitíssimo eficaz, dependendo do grau de aceitação do estudante.

A educação não é algo tão bonito quanto se mostra, e muito menos humana. Vejamos o caso do Brasil, temos um ministério destinado a tal cuidado, (Ministério da Educação e Cultura) controlado por nada mais, nada menos que o governo federal! Na música, nos é apresentada as ideias de que nós não precisamos de nenhuma educação, de nenhum controle de pensar, nenhum humor negro na sala de aula. Obviamente concordo com a música, e talvez alguns profissionais da educação também. Alguns conteúdos são realmente necessários? Talvez sim para alguma profissão ou outra frequentemente sugerida como “boa”, já que agora as pessoas não tem mais a liberdade de decidir seu futuro, de escolher ganhar pouco, e se qualificam para serem sempre servos alheios, porém aquelas matérias mais práticas, aplicáveis em qualquer situação da vida ficam a mercê da poeira, juntamente com as velhas metodologias educacionais. Mas isso não é nem o mais importante.

Nesta “democracia”, as matérias do jardim, pré-escola, fundamental e médio (ensino), são ditadas, que bom seria se o professor pudesse aprofundar os conhecimentos em determinado assunto, sem medo de atrasar o conteúdo, algo se seria prazeroso até para os alunos. Essa falsa educação é somente uma forma de dizer que você aprende algo, ela, de forma alguma irá te capacitar para vida. Por que então a matérias como artes, sociologia e filosofia ocupam geralmente um dia na grade semanal nas escolas públicas? E qual o motivo do descaso com essas matérias? É necessário esse controle de pensamento, já que para o governo (e algumas pessoas também) devo apenas saber o que me é instruído na escola, respeitando uma idade. Contudo, esse meio fará com que você seja igualado, mesmo que com capacidades diferentes, ao final de tudo você receberá um diploma, um selo te igualando a todos, assim será apenas outro tijolo no muro. Vai poder concorrer igualmente, com quem sabe, e com quem conseguiu a façanha de comprovar que sabe, vai poder trabalhar e no máximo se qualificar, e fazer nenhuma diferença no mundo. Apenas mais um ser humano no mundo, alguém incapaz de promover qualquer mudança no meio em que vive. A educação, é sim sinônimo de controle, o verdadeiro sarcasmo na sala de aula. Isso é educar brincando, brincando com que não teve ainda a oportunidade de enxergar a grande farsa.

Haristom Willy F. Monção
Créditos da Imagem: Pink Floyd – The Wall

Anúncios

Um comentário sobre “Escola e “educação”

Os comentários estão desativados.